O incêndio que hoje deflagrou perto de Rio de Couros, no concelho de Ourém, e que colocou casas em risco, está “praticamente dominado”, disse à agência Lusa o comandante distrital de operações de socorro de Santarém.
 

“Temos 90% do incêndio em resolução”, afirmou Mário Silvestre, salientando não haver registo de danos materiais nem pessoais neste fogo como nos restantes que hoje se registaram no distrito de Santarém.


Este incêndio deflagrou às 15:52 em Casal Domingos João, na freguesia de Rio de Couros e Casal dos Bernardos, em povoamento florestal.

Segundo informação da página na Internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil, relativa às 19:30, estavam no terreno 213 operacionais, apoiados por 67 meios.
 

“Neste momento [20:00], as nossas preocupações passam por garantir a consolidação da situação e a vigilância durante a noite”, acrescentou referiu Mário Silvestre.


O presidente da Junta de Freguesia, Manuel Lourenço Dias, adiantou à Lusa que houve pinhais e vinhas atingidos pelo fogo, cujos prejuízos ainda não conseguiu quantificar, realçando, contudo, não haver registo de danos em casas.
 

“O fogo esteve próximo de casas, em Valongo de Rio de Couros, mas no local havia já muitos bombeiros, o que evitou maiores consequências”, adiantou Manuel Lourenço Dias.

 

Fogo em Góis combatido por 300 bombeiros


Outro fogo está a concentrar muitos meios. Cerca de 300 bombeiros combatiam às 17:45 um incêndio florestal em Góis, distrito de Coimbra, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

De acordo com a fonte, além dos 291 operacionais, estavam no terreno 78 viaturas e seis meios aéreos.

O incêndio, na povoação de Chapinheira, teve início às 15:06.

De acordo com a mesma fonte, não há casas em risco.

Esta é a sexta ocorrência no distrito de Coimbra de hoje, de acordo com a página da Proteção Civil (informação das 16:45).

No país, a Proteção Civil já registou hoje 122 incêndios.