A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, anunciou esta terça-feira a aquisição de 59 viaturas para os sapadores florestais e a abertura de um concurso para constituição de mais 20 equipas, com cinco elementos cada.

«Hoje temos 278 equipas [de sapadores florestais], mas gostaríamos de ter mais e estamos a preparar condições para lançar o concurso para mais 20 equipas, para ir repondo as que foram decaindo com o tempo. Estamos também a preparar-nos para adquirir mais 59 novas viaturas», avançou.

Durante a cerimónia de entrega de equipamentos de proteção individual para as 107 equipas de sapadores profissionais do centro, que decorreu em Viseu, Assunção Cristas recordou que já em dezembro do ano passado foram entregues 21 viaturas.

«Esta é a primeira vez que algumas equipas são reequipadas desde a sua constituição. Como estamos a voltar a uma normalidade do ponto de vista financeiro, queremos que não se chegue a situações tão difíceis de degradação e que se possam ir renovando periodicamente, numa base anual», acrescentou.

Aos jornalistas, a ministra da Agricultura e do Mar explicou que a aquisição das 59 viaturas vai ser possível através da utilização de «mais uma disponibilidade do fundo florestal de permanência de cerca de 6 milhões de euros».

«Fizemos o levantamento de prioridades, as primeiras 21 viaturas foram entregues em dezembro, para algumas equipas que tinham perdido as suas viaturas, nomeadamente em incêndios ou porque estavam já muito estragadas. Foram levantadas agora as prioridades para esta segunda leva de aquisições, serão 59 viaturas e, naturalmente, a prioridade é dada a quem está numa situação de maior necessidade», apontou.

Sobre a entrega das viaturas, a representante do Governo sublinhou que ainda é cedo para avançar uma data, mas que o mais importante é ter-se regressado «a um período mais regular para se fazer o reequipamento».

«Como sabem, os procedimentos são muito longos. Temos já a experiência do ano passado e esperamos poder fazer, este ano, um bocadinho mais rápido, mas ainda é cedo dizer quando poderemos fazer as entregas», referiu.

As equipas de sapadores florestais foram criadas em 1999, contando-se atualmente 276.

Nos últimos quatro anos, as equipas de sapadores florestais geriram 66 mil hectares de combustíveis, levaram a cabo 4.500 ações de rearborização e procederam à beneficiação de 12 mil quilómetros de rede viária florestal e de 1.650 pontos de água. Foram ainda responsáveis por 1.650 dias de ações de sensibilização.