Um bombeiro da Corporação de Bombeiros de Gouveia teve um encontro inesperado enquanto vigiava a Serra da Estrela, depois do incêndio desta quarta-feira. João Pinheiro descobriu uma raposa assustada e com fome, por entre a florestação ardida. O momento mereceu uma publicação no Facebook que já tem quase 5.000 likes e 2.500 partilhas.

Segundo o bombeiro, o animal “apareceu subitamente durante a vigia da tarde” e, ao contrário do que seria de esperar numa raposa, dirigiu-se para a equipa, como se sentisse que a podiam ajudar. E estava certa. Os bombeiros alimentaram-na e o animal aceitou ainda festas, antes de voltar a desaparecer no mato.

“Ficam aqui algumas fotos de uma tarde de vigia para recordar a nossa amiga raposa que chegou até nós assustada e esfomeada, mas logo lhe matamos a fome e a acarinhamos”, pode ler-se na publicação.




Um encontro que ajudou não só a raposa, mas também a subir a moral da equipa.

“São estas pequenas coisas que nos vão dando algum ânimo após muitas horas a lutar contra as chamas que devastaram a nossa querida serra”, garantiu o bombeiro.


O fogo na Serra da Estrela devastou uma zona com grande importância ambiental, cuja renovação vai demorar vários anos. Só este ano, na região de Gouveia, estima-se que já tenham ardido mais de 800 hectares de floresta.

O levantamento do número de incêndios e de área ardida, entre janeiro e julho de 2015, revelou números acima da média dos últimos 10 anos. Até à data, já tinham sido contabilizados 24 mil hectares de área ardida.