Ricardo Salgado, o antigo presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES), está a ser ouvido pelo juiz Carlos Alexandre nas instalações do Tribunal Central de Instrução Criminal, em Lisboa. A notícia foi confirmada à TVI. 

Ricardo Salgado faz-se acompanhar por dois advogados, entre os quais Francisco Proença de Carvalho.

A PGR já confirmou que o banqueiro está a ser ouvido pelo juiz, no âmbito da investigação ao BES.

Recorde-se que, do colapso do BES no início de agosto, só restou a separação da instituição em duas partes, por parte do Banco de Portugal. 

No chamado banco mau (bad bank), um veículo que mantém o nome Banco Espírito Santo (BES), ficaram concentrados os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas, enquanto no «banco bom», o banco de transição que foi nomeado Novo Banco, ficaram os ativos e passivos considerados não problemáticos.