ACTUALIZADA ÀS 15h25

O corpo de Afonso Tiago foi descoberto esta sexta-feira no rio Spree, a montante da ponte Schilling, em Berlim, confirmou a secretária-geral da Rede Judiciária Europeia ao tvi24.pt.

VEJA O VÍDEO

A procuradora Adélia Martins adiantou que o corpo foi encontrado por um barco das autoridades alemãs e que «não há dúvida» que se trata de Afonso Tiago.

A responsável disse ainda que a família do jovem já recebeu a notícia, «provavelmente através das autoridades alemãs ou da embaixada portuguesa», e que «ainda se desconhecem as causas e circunstâncias da sua morte».

As possibilidades de acidente, uma vez que o rio se encontraria gelado no dia 10 de Janeiro, ou crime continuam a ser equacionadas.

«O corpo vai ser agora autopsiado em Berlim e só depois se saberá realmente o que aconteceu», concluiu.

Fonte da Secretaria de Estado das Comunidades revelou ao tvi24.pt que «foram encontrados documentos do Afonso Tiago com o corpo», pelo que não restam muitas dúvidas quanto à sua identidade.

Corpo «não apresentava sinais de violência»

A autópsia do jovem português Afonso Tiago deverá estar concluída terça ou quarta-feira, disse à Lusa o porta-voz da Polícia daquela cidade alemã.

Segundo o porta-voz da Polícia de Berlim, o corpo, encontrado no rio Spree por um barco em que se encontravam agentes da Polícia Judiciária berlinense em busca do jovem português, «não apresentava sinais de violência».

O responsável adiantou que o corpo «foi transportado para o Instituto de Medicina Legal para excluir a possibilidade de ter havido culpa alheia ou se ter tratado de um crime», devendo a autópsia «estar concluída terça ou quarta-feira».

«Eles viram algo a flutuar, a princípio não conseguiram identificar o que era, mas depois viram que se tratava de um corpo que foi então retirado da água por outro barco da Polícia», explicou.

«A identificação foi relativamente rápida graças aos documentos que trazia consigo e ao vestuário», acrescentou o mesmo porta-voz, adiantando, no entanto, que vão ser «realizadas mais investigações para ter a certeza sobre a identidade».

Governo português confirma

O Governo português confirmou a morte do jovem e adiantou que o seu corpo deve ser autopsiado e libertado na próxima semana. «A Procuradoria alemã vai dar ordem, segunda-feira, para se fazer a autópsia o mais rapidamente possível e o corpo ainda será libertado na próxima semana», disse à Lusa o secretário de Estado das Comunidades, António Braga.

O governante está na Alemanha a acompanhar a comitiva do Presidente da República, que realiza uma visita de Estado àquele país. De acordo com o secretário de Estado, a família de Afonso Tiago «já está informada».

Contactado pelo «TVI24.pt», Pedro Ferreira, um colega de trabalho de Afonso Tiago em Berlim, disse que ainda não tem nenhuma informação sobre o corpo encontrado. «O que sei, é o que tenho visto nos sites portugueses e o comunicado da polícia de Berlim», afirmou.

Já a família de Afonso Tiago não quis falar.

O mistério do desaparecimento

Afonso Tiago desapareceu na madrugada de 10 de Janeiro depois de ter saído de uma discoteca com um amigo, do qual se despediu junto à estação ferroviária de Berlim-Ostbahnhof.

O amigo foi de táxi para casa e ofereceu boleia a Afonso Tiago, que, apesar da noite fria e de estar a quase três quilómetros do seu apartamento, recusou a oferta, preferindo ir a pé.

Desde então, não apareceu mais em casa nem no trabalho, o que levou os amigos e colegas, habituados a ver em Afonso Tiago uma pessoa muito responsável, que não falta a compromissos sem avisar, a dar o alarme.