O agente da PSP acusado de agredir um adepto do Benfica, em Guimarães, em maio, no final do jogo entre o Vitória de Guimarães e o Benfica, vai ser suspenso por 90 dias. É o resultado de um inquérito para apuramento dos factos mandado instaurar pela ministra da Administração Interna.

 

O inquérito determinou “a instauração de processo disciplinar contra o Subcomissário Filipe Daniel Macedo da Silva, pela prática de infrações disciplinares que integram a violação dos deveres de correção, obediência, zelo e aprumo”,de acordo com comunicado emitido pelo Ministério da Administração Interna. A suspensão é a título preventivo, enquanto decorre o processo disciplinar.

 

Tendo como base os resultados do inquérito, a ministra determinou o arquivamento do processo em relação ao Agente Carlos Alberto Lima da Cunha.

O oficial de polícia vai responder ainda por dois processos-crime de ofensa à integridade física qualificada e arrisca uma pena que pode chegar aos oito anos de prisão. 

O episódio que envolveu o polícia aconteceu depois do jogo que deu o título de campeão nacional de futebol ao Benfica, após empate com o Vitória de Guimarães, no estádio D. Afonso Henriques.

Foto: Delfim Machado/JN