Ter uma vida sexual ativa e saudável é o segredo para manter uma aparência mais jovem. Fazer sexo traz vários benefícios para a saúde, principalmente para os mais velhos, reduzindo o risco de morte prematura. Quem o diz é David Weeks, ex-chefe de psicologia da terceira idade do Royal Edinburgh Hospital, no Reino Unido.

Na Socidade Britânica de Psicologia, na sexta-feira, o especialista vai mostrar os resultados de uma pesquisa que tem vindo a desenvolver. O estudo incide numa amostra de voluntários com idades entre os 40 e os 50 anos. O curioso é que aqueles que tinham uma atividade sexual de três vezes por semana tinham, realmente, uma aparência mais jovem.

Paralelamente ao atraso de cinco a sete anos no envelhecimento da aparência, o sexo permite a libertação de endorfina, que causa o prazer, agindo como analgésico natural. Esta ação do corpo reduz a ansiedade e melhora o sono, conclui o investigador.

É também benéfico para a circulação sanguínea, prevenindo doenças do coração, e produz hormonas que estimulam a elasticidade da pele.

Para Weeks, um dos fatores mais importantes para a qualidade de vida é a satisfação sexual. Tendo em conta estes benefícios, o especialista acredita que o sexo deva ser incentivado e admitiu, ao «The Telegraph», que «a sexualidade não deve ser vista como prerrogativa dos jovens».