A Câmara do Porto aprovou esta terça-feira a atribuição da Medalha de Honra da Cidade ao empresário Belmiro de Azevedo, que será entregue durante a cerimónia comemorativa do aniversário do 25 de Abril, nos Paços do Concelho, noticia a Lusa.

A distinção de Belmiro de Azevedo com a Medalha de Honra da Cidade, que já mereceu críticas por parte da Associação dos Comerciantes do Porto, foi aprovada por maioria no executivo municipal, apenas com a abstenção do vereador comunista.

O executivo camarário aprovou ainda a atribuição de medalhas municipais a cerca de uma dezena de personalidades que se notabilizaram pela sua actividade na cidade, tendo sido todas aprovadas por unanimidade.

A única excepção foi a decisão de atribuir a Medalha Municipal de Mérito (Grau Prata) a Alcino Sousa, presidente da Associação dos Comerciantes do Mercado do Bolhão.

Esta proposta, a única votada isoladamente, mereceu o voto contra de quatro vereadores socialistas e a aprovação dos restantes membros da vereação, incluindo o líder da oposição socialista, Francisco Assis.

«Não há nenhuma divergência de maior», desvalorizou Palmira Macedo, uma das vereadoras socialistas que votou contra, alegando que Assis tinha «assumido compromissos anteriores» que o obrigavam a votar favoravelmente.

Entre as personalidades que serão distinguidas no dia 25 de Abril encontram-se os professores universitários Daniel Serrão e Alexandre Quintanilha, o artista plástico Francisco Laranjo e o arquitecto José Carlos Loureiro.