Amamentar os bebés por um longo período de tempo ajuda a melhorar o desenvolvimento do cérebro. Esta é a conclusão de um estudo publicado no jornal «Lancet Global Health», que garante que estes bebés serão no futuro adultos mais inteligentes, educados e ricos.

Os investigadores analisaram 3.500 bebés nascidos em 1982 no estado de Pelota, no Brasil e concluíram que as crianças amamentadas pelo menos até aos 12 meses têm mais 4 pontos em testes de QI, frequentaram a escola por mais um ano e conseguiram angariar 15% mais dinheiro até aos 30 anos, do que os bebés que foram amamentados por menos um mês.

«As descobertas de que a amamentação está positivamente relacionada com o QI em idade adulta, sugere que a quantidade de leite consumido desempenha um importante papel», garante o autor do estudo e professor da Universidade Federal de Pelotas, Bernardo Lessa Horta.

O aumento da inteligência está provavelmente ligado à presença de vários ácidos saturados presentes no leite materno que são essenciais para o desenvolvimento do cérebro.