Um barco que realiza viagens turísticas no rio Mondego, em Coimbra, avariou terça-feira com sete pessoas a bordo e teve de ser rebocado, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Sapadores (BSC) da cidade.

Paulo Palrilha disse que o incidente registou-se pouco antes das 17:00 e «não causou pânico», nem feridos, entre os quatro passageiros e três tripulantes do «Basófias», que opera há mais de 20 anos na albufeira do Mondego, a montante da ponte-açude.

Quando os meios de socorro chegaram ao local, na margem esquerda do rio, a embarcação «já tinha fundeado e estava estabilizada», junto às instalações dos ( Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, na Guarda Inglesa.

«O Basófias teve alguns problemas no motor. Os passageiros foram imediatamente resgatados», enquanto o barco foi rebocado para o seu cais habitual, na margem direita, perto da ponte de Santa Clara, adiantou Paulo Palrilha à Lusa.

Os trabalhos de socorro «demoraram uma hora e pouco», envolvendo 14 operacionais dos Bombeiros Sapadores e Voluntários de Coimbra, com dois botes de salvamento e quatro viaturas.