O vírus da gripe em Portugal na segunda semana deste ano esteve «acima da atividade basal», tendo sido admitidos seis casos em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) nos hospitais que reportam informação para a vigilância epidemiológica da doença.

De acordo com o Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, na segunda semana do ano (entre 06 de dezembro de 2013 e 12 de janeiro), a proporção de doentes admitidos em UCI foi de 3,2%, "inferior ao valor estimado na semana anterior".

A taxa de incidência da síndrome gripal foi de 63,7 casos por cada 100.000 habitantes, neste período.

A mortalidade por «todas as causas» registada foi a esperada, adianta o boletim.