Um grupo de fuzileiros resgatou, esta quarta-feira, um golfinho que ficou encalhado na margem do rio Coina, no distrito de Setúbal, disse a Marinha.

Em comunicado, a Marinha indicou que o grupo de fuzileiros transportou o animal até ao Barreiro, onde a profundidade do canal permitiu que saísse a nadar em direção ao estuário do Tejo.

"O alerta chegou por dois pescadores que se deslocaram à Escola de Fuzileiros para informar o ocorrido. De imediato foi ativado um bote da Unidade de Meios de Desembarque guarnecido com cinco militares", lê-se no comunicado.

Devido ao facto de a maré estar bastante baixa e o animal se encontrar desorientado e cansado, não foi possível deslocar o golfinho para o meio do canal.

"Os militares saíram do bote, levantaram o mamífero marinho e colocaram-no dentro da embarcação. Com alguns cobertores e baldes de água o golfinho foi mantido molhado até chegar à área do Barreiro em que a profundidade do canal permitia que este saísse a nadar sem problemas", descreveu a Marinha.

O comunicado acrescenta que foram verificados os "procedimentos indicados e cumpridos os requisitos mencionados pelas entidades técnicas", com o golfinho a sair a nadar em direção ao estuário do rio Tejo sem dificuldades.