O futebol, em termos genéricos, é tema noticioso destacado há seis semanas de acordo com os dados do Barómetro de Notícias da Semana. Apesar desta hegemonia procuremos enunciar outros temas de relevância para o debate público com potencial para obter atenção jornalística nos próximos dias.

Em primeiro lugar, a Educação. O final do ano letivo gerou, já, algumas notícias sobre modelos de avaliação das escolas e as manifestações agendadas para o próximo fim-de-semana, uma em defesa da escola pública e outra contra a redução de contratos de associação, podem gerar interesse na comunicação social.

Em segundo lugar, a Política. Esta semana há debate quinzenal com o Primeiro Ministro na Assembleia da República e é de esperar que alguns dos temas que têm aquecido a agenda político-partidária venham a gerar novos títulos, nomeadamente, na questão das eventuais sanções a Portugal por via do procedimento por défice excessivo referente a 2015.

Em terceiro lugar, no plano europeu, é expectável que, com a aproximação das eleições em Espanha e do referendo no Reino Unido, comecemos a assistir a um maior destaque na comunicação social. O Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP), que tem, por cá, debate agendado no Parlamento em Reunião Plenária poderá também gerar algum interesse.

Por último, a economia portuguesa. Presença habitual na comunicação social, traduz-se, no entanto, em peças muito dispersas do ponto de vista temático e narrativo. Frequentemente, os assuntos que obtêm maior destaque costumam acompanhar a divulgação de indicadores de desempenho económico e reação de agentes económicos e políticos. É expectável que esta semana o padrão se mantenha sem a presença de um grande tema agregador mas com vários indicadores importantes a serem divulgados a meio da semana.

Por todos estes motivos, é de esperar muita vida para além do futebol mesmo que destacada em segundo e terceiro planos no que respeita a organização de primeiras páginas e abertura de noticiários.

Ficha técnica:

O Barómetro de Notícias é desenvolvido pelo Laboratório de Ciências de Comunicação do ISCTE-IUL como produto do Projeto Jornalismo e Sociedade e em associação com o Observatório Europeu de Jornalismo. É coordenado por Gustavo Cardoso, Décio Telo, Miguel Crespo e Ana Pinto Martinho. A codificação das notícias é realizada por Rute Oliveira, João Lotra e Sofia Barrocas. Apoios: IPPS-IUL, Jornalismo@ISCTE-IUL, e-TELENEWS MediaMonitor / Marktest 2015, fundações Gulbenkian, FLAD e EDP, Mestrado Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação, LUSA e OberCom.

Análise de conteúdo realizada a partir de uma amostra semanal de 413 notícias destacadas diariamente em 17 órgãos de comunicação social generalistas. São analisadas as 4 notícias mais destacadas nas primeiras páginas da Imprensa (CM, PÚBLICO, JN e DN), as 3 primeiras notícias nos noticiários da TSF, RR e Antena 1 das 8 horas, as 4 primeiras notícias nos jornais das 20 horas nas estações de TV generalistas (RTP1, SIC, TVI e CMTV) e as 3 notícias mais destacadas nas páginas online de 6 órgãos de comunicação social generalistas selecionados com base nas audiências de Internet e diversidade editorial (amostra revista anualmente). Em 2016 fazem parte da amostra as páginas de Internet do PÚBLICO, Expresso, Observador, TVI24, SIC Notícias e JN.