Uma baleia-corcunda, com nove metros de comprimento e 2,5 toneladas de peso, apareceu hoje morta na praia de Cabanas, Tavira, tendo a Polícia Marítima local tomado conta da ocorrência, disse à Lusa o comandante Ventura Borges.

Segundo o mesmo responsável, o alerta foi dado à Polícia Marítima cerca das 09:00 por elementos dos Nadadores Salvadores e do Centro de Operações Marítimas, tendo no local verificado que a baleia tinha as «barbatanas cortada», indício que leva a supor que tenha ficado presa a uma rede de pesca, levando alguém a cortar as barbatanas com um faca ou algo similar para a soltar.

Ventura Borges referiu que se trata de um tipo de baleia «relativamente rara», existindo apenas registo de cinco casos de baleias-corcundas que deram à costa.

A remoção da baleia, cujo estado de decomposição indica que estaria morta há dois dias, está a ser feita sob a direção da Polícia Marítima, devendo o animal ser enterrado numa fossa, conforme explicou o responsável.