A Academia de Dança Annarella, de Leiria, e o Espaço Dança, do Porto, receberam o prémio especial para as melhores escolas do Youth American Grand Prix (YAGP), na semifinal europeia, em Paris.

Considerado o mais conceituado concurso de dança do mundo, o YAGP distinguiu diversos bailarinos e coreografias de escolas portuguesas, com destaque para a Academia Annarella e Espaço Dança, as únicas a quem foi atribuído o "Outstanding School Award".

Para Annarella Sanchez, o prémio tem ainda mais valor porque "não é fácil conseguir chegar aqui numa cidade pequena como Leiria".

"Esta distinção superou tudo o que já conseguimos. Mostrámos a nossa metodologia e que o nosso trabalho é levado muito a sério, todos os dias. E mostrámos que o que fazemos não é só com o António Casalinho, é com todos os alunos que têm um nível técnico muito avançado", explicou à Lusa a professora da academia, numa referência ao jovem bailarino que se tem destacado nas edições do YAGP (em 2015 ganhou o Hope Award) e que agora voltou a ficar em primeiro lugar.


Para Jacinta Estima, professora do Espaço Dança, o prémio é "extremamente gratificante": "Significa que estamos a trabalhar bem e no bom caminho. Não é só haver potencial, é também preciso saber trabalhar. É um voto de confiança muito grande e temos de fazer jus ao título", sublinha.

Jacinta Estima sublinha que "raramente" é entregue o prémio Outstanding School: "Ter havido dois prémios é um ótimo sinal para o nosso país. É muito bom para a dança nacional haver duas escolas portuguesas distinguidas no maior concurso do mundo".

Para Annarella Sanchez, a distinção é uma forma de separar águas.

"Hoje em dia qualquer pessoa monta uma academia de ballet. Mas conseguir uma metodologia própria e desenvolver uma técnica como a que criámos, não é para todos. Os jurados deram-nos os parabéns".

Cerca de duas centenas de escolas da Europa participaram na semifinal do YAGP, cuja final se realiza em 2016 em Nova Iorque.

A Academia Annarella participou com 31 bailarinos e conseguiu cinco primeiros lugares, dois terceiros, colocando ainda quinze coreografias no top 12 e top 6.

O Espaço Dança levou a Paris 21 bailarinos e conseguiu dois segundos lugares, um terceiro e um top 12.