O movimento no Aeroporto da Madeira esteve hoje condicionado, tendo sido canceladas oito chegadas desde a meia-noite, mas “a situação já começou a normalizar”, embora não esteja totalmente operacional, disse fonte da ANA - Aeroportos de Portugal.

Segundo a mesma fonte, “alguns dos aviões já começaram a chegar e a descolar, mas o aeroporto ainda não está 100% operacional”, fazendo um ponto da situação ao início da tarde naquela infraestrutura aeroportuária da ilha, cujo movimento foi afetado pelo segundo dia consecutivo devido ao vento forte na zona de Santa Cruz.

“Já decorreram algumas aterragens e descolagens”, apontou, adiantando que “alguns voos foram cancelados, outros estão atrasados e há os reprogramados” para proteger as centenas de passageiros afetados.

A informação colocada no sítio da ANA na internet relativa ao movimento no Aeroporto da Madeira refere terem sido canceladas hoje (desde as 08:00) três partidas da Aerovip (Porto Santo), Transavia (Nantes) e Iberia (Madrid).

Já descolaram 11 aviões desde as 10:38 para Bruxelas, Porto Santo, Amesterdão e vários aeroportos do Reino Unido.

A TAP tem previstas duas ligações para Lisboa às 13:15 e 15:10.

Quanto a chegadas, informa que foram canceladas três ligações, tendo o voo da TAP oriundo de Lisboa previsto para as 08:40 aterrado às 12:40.

De acordo com a informação, a aeronave da Thomson Airways foi das primeiras fazer-se à pista no aeroporto da Madeira (10:04), tendo conseguido aterrar até às 13:00 outros aviões de diferentes companhias provenientes de Londres, Bristol, Manchester, Newcastle, Porto Santo, Lisboa, Canárias, Ponta Delgada e Helsínquia.