Atualizado às 16:52

O Presidente da República enviou hoje uma mensagem de condolências às famílias das vítimas do acidente do avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), na Namíbia, manifestando a sua «grande consternação» pelo ocorrido.

«Foi com grande consternação que tomei conhecimento da queda de um avião das Linhas Aéreas de Moçambique na Namíbia», diz Aníbal Cavaco Silva na mensagem de condolências, divulgada hoje no site da presidência.

Segundo o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, seis cidadãos portugueses seguiam a bordo do avião que se despenhou no norte da Namíbia, quando fazia a ligação na sexta-feira entre Maputo e Luanda.

«É com profundo pesar que continuo a acompanhar os desenvolvimentos relacionados com este trágico acidente, na esperança de que a resposta das equipas de busca e salvamento permita trazer paz e tranquilidade a todas as famílias afetadas», acrescenta o Presidente da República, que apresenta às famílias portuguesas envolvidas a sua «muito sentida solidariedade».

A nota presidencial refere que serviços diplomáticos e consulares nacionais têm estado em contacto com as respetivas famílias e com as autoridades dos países envolvidos, com vista a seguir todos os acontecimentos de «forma muito próxima».

Passos Coelho apresenta «toda a solidariedade» às famílias das vítimas

Também o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, apresentou hoje «toda a solidariedade» às famílias das vítimas do acidente, assegurando que as autoridades portuguesas prestarão «toda a assistência possível».

«Neste momento difícil quero apresentar a expressão de toda a minha solidariedade às famílias das vítimas e às autoridades moçambicanas. As autoridades portuguesas vão continuar a acompanhar a situação com vista a apurar o que se passou e também para prestar toda a assistência possível às famílias afetadas por este trágico acontecimento», lê-se numa nota do gabinete do primeiro-ministro enviada à agência Lusa.

Manifestando «profundo pesar» pelo ocorrido, Passos Coelho diz ter sido, «até ao momento», apurado pelos «serviços diplomáticos e consulares nacionais» que a bordo do avião acidentado «seguiam seis cidadãos portugueses, para além de cidadãos moçambicanos e angolanos e de outras nacionalidades».

Seguro manifesta solidariedade num momento de «profunda tristeza»

O líder do PS, António José Seguro, endereçou uma mensagem de condolências às famílias das vítimas e ao Estado Moçambicano na sequência do acidente do avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), na Namíbia, manifestando «solidariedade" neste momento de «profunda tristeza».

«Em meu nome e em nome do Partido Socialista endereço às suas famílias e ao Estado Moçambicano as minhas sentidas condolências e partilho um sentimento de solidariedade neste momento de profunda tristeza», refere António José Seguro na mensagem de condolências divulgada na página do PS.