Um porta-voz da TAP garantiu esta sexta-feira que os incidentes que têm ocorrido com aviões da companhia nas últimas semanas «são normais», garantindo que não existem quaisquer problemas de segurança ou com o serviço de manutenção da empresa.

André Serpa Soares, que falava hoje à agência Lusa depois de mais um incidente com uma aeronave da companhia na quinta-feira, disse que as avarias nos aviões são normais na aviação e acontecem com frequência.

«Todos os dias há avarias em aviões, em todas as companhias e em todos os aeroportos. As avarias são normais na aviação, como também são normais nos carros que conduzimos», sublinhou.

O jornal Correio da Manhã noticia hoje que um avião da TAP, que fazia ligação Porto-Nova Iorque sofreu um atraso de doze horas devido a uma fuga hidráulica que obrigou à substituição de um tubo.

André Serpa Soares confirmou à Lusa que o aparelho foi reparado, seguiu viagem e que os passageiros chegaram ao destino «sem problemas».

O mesmo responsável defendeu que os incidentes com aviões da empresa que têm sido noticiados nos últimos dias são produto de uma atenção excessiva da comunicação social.

«O que se passa é um excesso de atenção mediática aos problemas que têm acontecido na TAP», afirmou André Soares à Lusa, sublinhando que a situação relativa aos problemas técnicos «é a normal».

De acordo com o responsável, a atenção mediática noticiosa anormal, leva a que haja mais notícias sobre a companhia, criando uma ideia na opinião pública de que existe algo errado, o que não corresponde à verdade.

«Está-se a criar uma imagem de que a TAP é só problemas. É óbvio que temos tido um aumento de reclamações, houve mais do que o normal este verão, mas a TAP já assumiu as irregularidades causadas por exemplo pela situação da compra e entrega de aviões», contou, sublinhando que a situação está a prejudicar a imagem da transportadora.

Aquele porta-voz da TAP disse ainda que, apesar da «atenção mediática», a taxa de ocupação dos aviões da TAP «é boa».

Nas últimas semana, a TAP registou pelo menos quatro incidentes com aviões devido a problemas técnicos.