A PSP de Aveiro apreendeu várias armas e constituiu arguido o dono de um centro de treino de defesa pessoal situado em Sever do Vouga, informou aquela força policial.

Segundo uma nota de imprensa da PSP, as armas foram apreendidas durante uma operação de fiscalização, que decorreu no passado sábado, no âmbito da Lei de Segurança Privada e Regime Jurídico das Armas e Munições.

Fonte da PSP disse à Lusa que a ação decorreu na sequência de uma investigação a propósito da realização naquele local de ações de formação ilegais sobre técnicas policiais, o que não se confirmou.

Durante a operação foram apreendidas várias armas, nomeadamente um bastão extensível, um bastão elétrico, um pote de fumo e doze reproduções de arma de fogo, que vão ser examinadas pelo Centro Nacional de Peritagens da PSP.

O dono do centro foi constituído arguido por posse de armas proibidas, tendo ficado sujeito a Termo de Identidade e Residência.

Na mesma nota, a PSP dá conta do seu empenho na deteção de situações ilícitas de exercício da atividade de segurança privada e posse ilegal de armas e munições, bem como do acompanhamento permanente que prossegue junto de todos os atores destes meios profissionais, reprimindo ilícitos desta natureza e contribuindo também para o desejado efeito preventivo e dissuasor.

A ação foi realizada pelas equipas de inspeção do Departamento de Segurança Privada e Departamento de Armas e Explosivos da PSP e contou com o apoio do Comando Distrital da PSP de Aveiro.