Os feirantes da Feira de Março estão a realizar uma marcha lenta de camiões por algumas vias de Aveiro, em mais um protesto contra as taxas cobradas pela Câmara.

Os manifestantes saíram como os camiões e atrelados que carregam os carrosséis da rotunda do Parque de Feiras e Exposições, onde se encontravam parqueados, e percorrem a EN109 (Variante), principal eixo de ligação à cidade e única alternativa sem pagar portagens na ligação norte/sul.

Em «hora de ponta» e em marcha lenta fazem soar ruidosamente as buzinas, para chamar a atenção para a sua causa e garantem que vão manter os protestos nos próximos dias.

Luís Fernandes, presidente da Associação Portuguesa das Empresas de Diversões disse à Lusa que «tem havido contactos com a autarquia», mas sem qualquer acordo.

«Temos estado em contacto por diversas vias com o presidente da Câmara, Ribau Esteves, mas estamos longe de conseguir um acordo pelo que vamos manter o protesto», declarou à Lusa Luís Fernandes.


Os proprietários de equipamentos de diversão (carrosséis) recusam-se a participar na Feira de Março, que tem abertura marcada para o próximo dia 25 e é a primeira grande feira do calendário, prolongando-se por um mês.

Estão contra o valor das taxas e as alterações da planta de localização dos equipamentos e têm procurado evitar a montagem da feira, tendo-se registado diversos incidentes durante um protesto na quarta-feira.

Ribau Esteves, que na tarde de ontem reuniu com a APED, é acusado de manter uma posição irredutível e garantiu que a feira «abre com um ou com 10 carrosséis».

Segundo o autarca, «os processos foram concursais e abertos e as negociações feitas de forma clara e transparente, subordinadas às regras que a organização da feira define».

Perante o descontentamento dos feirantes, Ribau Esteves tem salientado que «nenhum dos valores de aluguer de espaços é superior aos valores praticados em 2013», sendo que, em 2014, houve uma redução em alguns preços, mas o cartaz de animação passou de seis para 11 concertos e as entradas vão ser gratuitas aos domingos, aumentando a atração de público.