Atualizado às 13:25

O corpo do homem encontrado esta segunda-feira a flutuar junto a S. Jacinto, em Aveiro, foi identificado como sendo o do pescador que desapareceu a 3 de julho, após o naufrágio da embarcação «Por Deus Ajudado».

Em declarações à Agência Lusa, o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira disse que os familiares do pescador de Caxinas, Vila do Conde, deslocaram-se esta manhã ao gabinete médico-legal de Aveiro e já reconheceram o corpo.

O cadáver foi encontrado cerca das 08:00, junto à praia de S. Jacinto, a sul do local onde decorreu o naufrágio do barco de pesca costeira «Por Deus Ajudado».

«O corpo estava na zona de linha de água e foi avistado por um pescador lúdico», disse o comandante da Capitania do Porto de Aveiro.

No local, estiveram elementos da Polícia Marítima e dos Bombeiros Novos que recolheram o corpo e o transportaram para o Gabinete Médico-Legal de Aveiro.

O pescador de 59 anos desapareceu no mar, ao largo da Torreira, na Murtosa, após o naufrágio do barco de pesca costeira «Por Deus Ajudado», de Caxinas, Vila do Conde, no dia 03 de julho, cerca das 13:30.

A bordo da embarcação seguiam seis homens, tendo cindo deles sido resgatados com vida, no dia do acidente.

O sexto tripulante, o mais velho, não conseguiu resistir e desapareceu no mar, não tendo sido encontrado durante as buscas no mar e em terra que decorreram durante três dias.