A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro deteve um homem de 66 anos que tinha na sua posse centenas de ficheiros multimédia contendo crianças em práticas sexuais explicitas.

Segundo um comunicado da PJ, o homem, comerciante, foi detido em flagrante delito, no âmbito do combate internacional à pornografia infantil em articulação com autoridades estrangeiras.

De acordo com os investigadores, o suspeito está “fortemente indiciado” pela prática do crime de pornografia de menores, consubstanciado na obtenção e partilha, através da Internet, de ficheiros multimédia retratando, ou em que são intervenientes, crianças, algumas delas de tenra idade, em práticas sexuais explícitas com adultos.

Na sequência de busca domiciliária realizada na casa do suspeito, numa das freguesias da área urbana de Aveiro, foram apreendidos, para além dos equipamentos informáticos utilizados na atividade delituosa, centenas de ficheiros multimédia daquela natureza”, refere a mesma nota.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo ficado sujeito à obrigação de apresentações semanais no posto policial da área da sua residência.