A GNR descobriu nas imediações de uma oficina de Torres Vedras vários automóveis roubados, bem como motores e outros componentes de veículos, tendo detido um suspeito, na sequência de buscas ao local, anunciou aquela força de segurança este sábado.

Os guardas atuaram nos últimos dias após uma denúncia relacionada com burla envolvendo seguros, tendo realizado uma ação de fiscalização a uma oficina na localidade de concelhos, freguesia de Freiria, no concelho de Torres Vedras.

A denúncia, efetuada pelo proprietário de uma viatura no posto da GNR, dizia respeito a uma situação de furto do veículo, que «efetivamente não teria sido furtado, mas sim entregue ao proprietário de uma oficina», afirma a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

O veículo encontrava-se na oficina, enquanto o proprietário recebera da seguradora o montante relativo ao alegado furto.

Durante e fiscalização à oficina, foram encontradas várias infrações ambientais, como descarga em recursos hídricos, falta de documentação diversa para cães potencialmente perigosos e falta de livro de reclamações.

As autoridades verificaram também que se procedia naquele local ao desmantelamento de veículos, sem licenciamento por parte da entidade competente e sem encaminhamento de resíduos para um operador licenciado.

Junto da casa do proprietário existiam garagens e anexos onde este trabalhava, pelo que foram também alvo de buscas.

Foram então encontrados quatro veículos furtados, todos sem matrícula e com os números de chassis e de motor rasurados ou cortados, além de oito motores de diversas marcas, dos quais quatro eram de carros furtados. Os restantes eram de «proveniência suspeita».

Foi ainda detetado diverso material oriundo de três viaturas furtadas e desmanteladas.

Nas imediações foram encontradas mais peças e apreendidas munições para armas de fogo e uma soqueira.

Na operação, estiveram envolvidos elementos do Núcleo de Investigação Criminal e da Proteção Ambiental, além de cinco elementos da Polícia Judiciária e três da Autoridade Tributária.

O suspeito ficou sujeito a termo de identidade e residência.