O português ferido com gravidade no acidente de sábado que envolveu dois autocarros, em Espanha, não registou qualquer evolução e continua na unidade de cuidados intensivos, disse à Lusa fonte do hospital em Valladolid, onde está internado.

Fonte hospitalar confirmou à Lusa que desde que deu entrada, o homem, de 79 anos, que está em estado «muito grave», não registou qualquer melhoria no seu estado de saúde continuando sob observação no Hospital Clinico de Valladolid.

«Os outros dois feridos que continuam hospitalizados, em Palência, melhoraram e já não correm perigo», afirmou a mesma fonte.

O acidente, que provocou três mortos, ocorreu pelas 21:00 locais de sábado (20:00 em Lisboa) no quilómetro 65 da A-62 (que liga Burgos, em Espanha, a Portugal), na zona de Torquemada, perto de Palência, e envolveu dois autocarros em que viajavam 59 pessoas (16 num e 43 noutro).

Os autocarros envolvidos no acidente faziam parte de uma linha regular de uma empresa privada que ligava a Suíça e França a Portugal, viajando neste caso em direção a França.