No final do 4.º ano, os alunos deverão conseguir apresentar-se em inglês assim como falar, com expressões simples, sobre os temas desenvolvidos nas aulas, definem as metas curriculares esta quarta-feira publicadas em Diário da República.

No próximo ano letivo, os alunos que entrarem para o 3.º ano serão os primeiros a testar o inglês enquanto língua obrigatória no 1.º ciclo e, no ano seguinte, será a vez dos estudantes do 4.º ano.

As metas curriculares para os alunos do 3.º e 4.ºanos definem que neste ciclo de ensino deve privilegiar-se a oralidade e defendem que os professores devem falar, sempre que possível, com as crianças em inglês.

«Recomenda-se o uso de canções que associam as palavras a ações, como "Head, shoulders, knees and toes” ou “If you’re happy and you know it, clap your hands" e, sempre que possível, o recurso a pequenas histórias conhecidas em suporte audiovisual», explica o documento.

As metas definem que será através de grandes temas que os alunos vão aprender vocabulário e expressões, cuja complexidade irá aumentando consoante forem avançando.

Sendo que, «atingidas as metas e havendo condições temporais para ir mais além, cabe ao professor decidir por onde e como prosseguir», define o documento disponível na página da Direção-Geral da Educação (http://www.dge.mec.pt/).

No 3.º ano, os alunos deverão conseguir identificar-se a si e aos outros, designar a família (pai, mãe, avó…), animais de estimação assim como saber algumas palavras sobre vestuário e calçado, identificar objetos e rotinas na sala de aula, jogos e brincadeiras e alguns meios de transporte.

Saber contar até 20, dizer os dias da semana e os meses do ano também são metas do 3.º ano, altura em que os estudantes deverão conhecer os verbos ser (to be) e ter (have) assim como conseguir distinguir as «question words»: what, where, when, how, how old» («O quê», «Onde», «Quando», «Como» e «Que idade…»).

Cumprimentar («hi, good morning»), despedir-se («bye, see you later») ou agradecer («thanks, thank you») são outros dos objetivos que se pretende com estas aulas.

Os alunos devem conseguir utilizar palavras isoladas ou expressões fixas, evoluindo gradualmente para o uso de frases e de estruturas menos elementares no 4.º ano.

No final do 1.º ciclo, deverão ter a capacidade de se apresentar e de falar, usando expressões simples, sobre os temas desenvolvidos.

No 4.º ano, é pedido aos alunos que saibam identificar o espaço escolar, partes do corpo humano, comidas e bebidas, animais ou atividades ao ar livre.

Se no 3.º ano devem saber contar até 20, no 4.º é-lhes pedido que saibam os números até 100 e que consigam já identificar numerais ordinais assim como saber as horas.

É esperado dos finalistas do 1.º ciclo que consigam compreender frases e textos muito simples: «identificar vocabulário acompanhado por imagens, ler pequenas histórias ilustradas, com vocabulário conhecido», define as metas curriculares.