O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse à Lusa aguardar "tranquilamente" a decisão final dos tribunais sobre a promoção a embaixador do novo ministro da Cultura, sublinhando que Luís Filipe Castro Mendes é alheio ao processo.

O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que o Supremo Tribunal Administrativo (STA) concluiu, em 2013, que a promoção a embaixador, decidida pelo último governo de José Sócrates, foi ilegal, por falta de fundamentação, e decidiu anulá-la.

Em declarações à Lusa, o ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou que "o processo ainda está a decorrer".

Houve uma primeira decisão, o Ministério dos Negócios Estrangeiros alegou e agora esperamos a decisão final. Em casos semelhantes, já houve decisões do Supremo Tribunal Administrativo de arquivamento. O Ministério aguarda tranquilamente", declarou.