Treze pessoas foram atropeladas na madrugada de hoje por uma mesma viatura na Praia da Rocha, Portimão, acabando por ser todas transportadas para o hospital, duas delas em estado grave, segundo fonte oficial da PSP.

O homem que conduzia o carro não tinha carta de condução e tentou fugir, mas foi intercetado pela polícia logo de seguida, tendo revelado uma taxa de álcool no sangue de 0,7 gramas por litro  (considerado contraordenação a partir dos 0,5 e crime apenas a partir dos 1,2). Foi levado ao hospital para se submeter a análises que detetem outro tipo de substâncias, cujos resultados ainda não são conhecidos.

Segundo disse à agência Lusa um subcomissário da PSP de Portimão, a taxa de alcoolemia não parece ser suficiente para ter motivado estes atropelamentos, mas as autoridades ainda desconhecem os motivos.

A mesma fonte adiantou que o homem entrou na sua viatura junto à discoteca Katedral, na Praia da Rocha, tendo atropelado as 13 pessoas enquanto se dirigia até à estrada principal da localidade.

Os 13 feridos,  de nacionalidades espanhola e portuguesa, foram assistidos no local e depois transportados de ambulância até ao hospital do Barlavento Algarvio, onde dois deles foram considerados feridos graves. Dez deles tiveram alta até às 07:00.

Três dos feridos permanecem na unidade hospitalar de Portimão, um homem e uma mulher em observação no serviço de urgência e um outro ferido foi encaminhado para o internamento.

O homem encontra-se detido e será presente a tribunal na segunda-feira, segundo disse à Lusa fonte da PSP de Portimão.