A causa da morte do ator Rodrigo Menezes não foi determinada nas conclusões preliminares da autópsia realizada nesta terça-feira. Segundo apurou a TVI, será necessário aguardar pelos exames complementares e toxicológicos, que demorarão ainda algumas semanas, para se apurar se o ator faleceu de causas naturais. 

Doente com epilepsia, Rodrigo Menezes tomava medicação para esta maleita. Há suspeita de que possa ter sofrido um ataque epilético fatal.

O ator, de 40 anos, foi encontrado sem vida em casa no passado sábado, mas deve ter falecido na quinta-feira.

Os restos mortais de Rodrigo Menezes estarão a partir das 20:00 desta terça-feira na igreja de Santo António de Nova Oeiras. O velório decorrerá até às 16:30, altura em que está marcado o funeral. O aor será depois cremado.

Ator exclusivo da TVI, participou em muitas novelas da estação. O seu último trabalho foi «O Beijo do Escorpião», novela que também nesse sábado se despediu dos ecrãs.

Em declarações à TVI, Lourenço Cardoso de Menezes recorda o irmão: «As pessoas vão recordar-se sempre do Rodrigo como uma pessoa alegre, aberta, brincalhão, um grande cómico. Viveu muito bem… É evidente que estamos todos tristes. Ele foi uma pessoa muito abençoada pela vida e agora parte… mas ele vai ficar para sempre».

As homenagens a Rodrigo Menezes surgem diariamente, como esta em que a Plural, produtora de novelas da TVI, lhe dedicou. Os colegas de palco dedicam-lhe mensagens nas redes sociais, bem como milhares de anónimos que ficaram em choque com a sua morte precoce.