Um avião da portuguesa White Company, em serviço para a açoriana SATA, que fazia a ligação entre o Porto e Ponta Delgada, foi obrigado a voltar ao aeroporto Francisco Sá Carneiro por causa de um pássaro que entrou num reator.

Em declarações à agência Lusa, o porta-voz da SATA explicou que o avião não era da companhia aérea açoriana, mas sim da empresa White Company, fretado para fazer o voo das 18:24 entre a cidade do Porto e Ponta Delgada, nos Açores.

Segundo António Portugal, momentos depois da descolagem do aeroporto Francisco Sá Carneiro, uma ave entrou num dos reatores da aeronave, o que obrigou o comandante a regressar ao aeroporto de origem.

Consequentemente, o voo foi cancelado, com os 143 passageiros que seguiam a bordo encaminhados para um hotel e divididos entre dois voos marcados para sexta-feira, um por volta das 12:00, outro mais à noite.

Contactado pela agência Lusa, o assessor de imprensa da ANA – Aeroportos de Portugal acrescentou que a aeronave regressou ao aeroporto do Porto às 17:01, tendo feito uma aterragem em perfeita segurança.

De acordo com Rui Schönenberger de Oliveira, a situação obrigou ao estado de emergência no aeroporto, algo que o responsável apontou ser procedimento habitual nestes casos, acrescentando que a aeronave ainda permanece no aeroporto.

Os passageiros serão divididos por dois voos com destino a Ponta Delgada, na sexta-feira.