Um avião da TAAG aterrou hoje de emergência em Lisboa após ter sido comunicado que um funcionário da Portway tinha ficado encerrado no porão da aeronave quando esta descolou no Porto, disse à agência Lusa fonte da ANA/Aeroporto de Portugal.

Segundo a mesma fonte, o avião da TAAG aterrou de emergência no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, às 10:58, depois de ter descolado às 10:14 do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, local onde foi detetado a falta do funcionário da Portway Handling de Portugal depois da aeronave ter levantado voo com destino a Luanda.

Informado o comandante do avião da TAAG de que o funcionário estaria fechado no porão, este aterrou a aeronave em Lisboa, tendo o trabalhador da Portway sido retirado e assistido na placa do aeroporto Humberto Delgado e transportado para o Hospital de Santa Maria para observação.

O avião da TAAG vai prosseguir a sua viagem para Luanda.

Entretanto, o presidente do Conselho de Administração da transportadora angolana TAAG garantiu que vai ser aberto um inquérito ao incidente.

Peter Hill falava à margem da cerimónia de receção em Luanda, do novo Boeing 777-300 ER da companhia, que aterrou na capital angolana cerca das 13:30, vindo dos Estados Unidos, e no qual viajava.

"Não sabia disso. Não é preciso dizer, mas vai ser aberto um inquérito", afirmou, questionado sobre o incidente. 

"Temos de saber porquê, com certeza vão ter respostas muito em breve", afirmou.

Por acordo com o Governo angolano, a TAAG é gerida desde 2015 pela Emirates.