A Câmara de Penafiel aprovou esta quinta-feira um louvor a uma cidadã daquele concelho, emigrante em França, que ajudou, na sexta-feira, a salvar várias pessoas que fugiam de um dos atentados terroristas em Paris.

O presidente da autarquia disse à Lusa que " Margarida de Santos Sousa acolheu e escondeu, no prédio onde é porteira, várias pessoas, algumas gravemente feridas, que escapavam do atentado terrorista, da sala de espetáculos Le Bataclan".

Antonino Sousa assinalou que Penafiel distingue, com um voto de louvor, aquela cidadã "pelo seu altruísmo e pela coragem de proteger várias pessoas que fugiam à morte naquela trágica noite."

Margarida de Santos Sousa tem 57 anos, é natural da freguesia de Galegos e vive em Paris há mais de 30 anos.

O presidente da Câmara sublinha que naquela noite de "desgraça e desespero houve também muitos heróis".

"A penafidelense Margarida Sousa fez parte desses heróis. Naquele momento de terror, socorreu e abraçou inúmeras pessoas desesperadas à procura de segurança", enalteceu ainda o chefe do executivo municipal, em declarações à Lusa.