Um português de 39 anos foi assassinado no passado sábado numa distribuidora de bebidas, em Goiânia, no Brasil, confirmou fonte da Secretaria de Estado das Comunidades à TVI24.

O autor do homicídio, de 22 anos, foi detido na mesma noite, em flagrante delito, acrescentou a mesma fonte, precisando que o crime foi motivado por “uma discussão” entre os dois.

A discussão gerou-se após o português Francisco Gonçalves ter recusado dar um cigarro ao brasileiro Reinilton Marcelino.

“Os dois estavam a beber na distribuidora e houve esse desentendimento por causa de um cigarro. Um pediu ao outro, o outro não quis dar. O jovem matou o que lhe recusou o cigarro e fugiu”, contou um tenente local da Polícia Militar ao G1.

Antes, o homicida ainda foi a casa buscar uma faca e regressou ao estabelecimento para cometer o crime.

“Ele foi preso logo depois, num lote próximo da casa onde mora.”

Segundo o Diário de Góias, Francisco Gonçalves foi atingido por uma facada fatal no tórax. Ainda foi socorrido no local, mas não resistiu aos ferimentos.

O homicida ainda fugiu, mas foi seguido por testemunhas, que informaram a Polícia Militar da sua localização.

De acordo com a mesma fonte da Secretaria de Estado das Comunidades, o corpo do cidadão português já foi entregue à família.

A esposa de Francisco tem estado a divulgar informações no Facebook, alegando que a justiça brasileira poderá libertar o autor do homicídio, informação não confirmada oficialmente.