Três caixas multibanco, uma em Barcelos, outra em Esposende e outra em Gaia, foram assaltadas na madrugada deste domingo por explosão, informou fonte da GNR.

Em todos os casos, as caixas foram destruídas por explosão, desconhecendo-se ainda os montantes roubados.

No assalto de Esposende, a patrulha da GNR “ainda se cruzou com os assaltantes”, tendo estes “aberto um extintor” na direção da viatura policial.

Dois militares da GNR ficaram intoxicados e foram levados para o hospital de Barcelos na sequência disso.

Fonte do Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) de Braga disse à Lusa que o alerta foi recebido esta madrugada pelas 05:30, pedindo auxílio para dois militares da GNR que “sentiram náuseas e dificuldades respiratórias”.

O primeiro assalto registou-se pelas 04:30 em Lijó, Barcelos, sendo o alvo uma caixa multibanco instalada num supermercado.

O assalto em Esposende ocorreu meia hora depois. Mais tarde, foi a vez de Gaia.

Uma caixa multibanco instalada junto a uma padaria em Canidelo foi assaltada com recurso a explosivos e os três alegados assaltantes colocaram-se em fuga num carro de marca BMW, disse fonte da PSP.

Em declarações à Lusa, o oficial de dia do comando da PSP do Porto contou que o alerta do roubo a uma caixa multibanco com recurso a explosivos foi dado pelas 06:00 e que os assaltantes “levaram o cofre” com o dinheiro.

Um carro patrulha da PSP no local da explosão da caixa multibanco viu num carro de marca BMW pelo menos três indivíduos a fugirem.

A PSP ainda realizou uma perseguição à viatura com os suspeitos, mas não conseguiu intercetar o automóvel.

O caso passou para a Polícia Judiciária.