A Polícia Judiciária anunciou a detenção de um homem de 30 anos pela presumível autoria de pelo menos 11 crimes de roubo agravado em agências bancárias, consumados entre 17 de setembro e 22 de outubro.

Em comunicado citado pela Lusa, a PJ acrescentou que o detido terá atuado sempre sozinho, com o rosto parcialmente disfarçado e fazendo ameaças quanto à posse de uma arma de fogo.

Os crimes ocorreram todos na zona litoral norte, entre as localidades de Barcelos, Vila Nova de Famalicão e Porto.

Os dois últimos aconteceram na terça-feira, em Barcelos, tendo o homem sido detido pela PSP local.

A PJ conseguiu apreender uma pistola de alarme e recuperar «parte substancial» do dinheiro roubado nos dois últimos assaltos e vários outros objetos relacionados com a prática dos factos em apreço.

O detido, sem qualquer atividade profissional conhecida, é já «possuidor de significativos antecedentes policiais e criminais» pela prática de crimes de furto e roubo.