A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve hoje, em Chaves, dois homens suspeitos de serem os autores de vários furtos que tinham como alvo principal as residências de emigrantes.

Segundo informou a GNR, os detidos, os dois com 52 anos, já estavam referenciados pela prática do crime de furto, tendo “como alvo principal as residências de emigrantes”, as quais eram “previamente selecionadas” pelos dois homens.

As detenções foram efetuadas por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Chaves, dando cumprimento a três mandados de busca domiciliária na cidade de Chaves.

A operação contou com o apoio da PSP desta cidade do distrito de Vila Real.

No decorrer das buscas domiciliárias, foi recuperado diverso material furtado, nomeadamente eletrodomésticos, loiças, um faqueiro em prata, artigos de porcelana trabalhada e uma imagem religiosa.

A GNR continua a investigar o caso no sentido de apurar o número exato de casas que terão sido furtadas pelos indivíduos.

Os dois homens foram constituídos arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência.