Um homem foi condenado a seis anos e seis meses de prisão efetiva por três assaltos à mesma farmácia na Costa da Caparica, em Almada.

«O arguido veio a ser condenado por três crimes de roubo agravado em seis anos e seis meses de prisão efetiva. A decisão ainda não transitou», refere nota da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa

Segundo o acórdão do Tribunal de Almada, o homem dirigiu-se pela primeira vez à farmácia em causa no dia 24 de maio de 2011, empunhando uma faca, que usou para ameaçar a funcionária, levando 200 euros da caixa registadora.

O segundo assalto aconteceu no dia 7 de julho de 2011, com o suspeito a usar o mesmo método perante a mesma funcionária, fugindo do local com 500 euros. No dia 27 de fevereiro de 2012, concretizou o terceiro assalto, sempre com a mesma forma de atuar, apoderando-se de 200 euros.

O homem, que vivia numa construção precária no Barreiro, tinha ficado em prisão preventiva a aguardar o julgamento.