A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um jovem de 21 anos suspeito de ter roubado o carro a um taxista, na Lousã, ameaçando-o com uma arma de fogo.

Residente na zona de Vila Nova de Poiares, o arguido foi interrogado hoje à tarde no Tribunal de Instrução Criminal de Coimbra, que lhe aplicou como medida de coação a obrigação de duas apresentações semanais à autoridade policial da área da sua residência, disse à agência Lusa uma fonte da PJ.

Além da viatura, o jovem roubou cerca de 130 euros e vários objetos, após ter obrigado a vítima a sair do táxi.

A viatura foi encontrada mais tarde e o objetivo do assaltante «era conseguir algum dinheiro», adiantou a fonte.

Em comunicado, a PJ refere que os crimes foram cometidos «no início do ano passado», quando o arguido «apanhou um táxi na praça de Serpins», no concelho da Lousã, no distrito de Coimbra.

«Após terem percorridos alguns quilómetros», em direção à Lousã, o jovem «simulou uma indisposição», o que levou o motorista a parar.

A fonte policial contactada pela Lusa disse que a arma de fogo utilizada no roubo «não estava carregada», tratando-se de «um revólver que pertencia ao pai» do jovem e que estava devidamente legalizado.

O arguido "tem antecedentes policiais", mas nunca foi condenado, acrescentou.