A Polícia Judiciária deteve um homem de 30 anos por suspeitas de ter assaltado à mão armada, no passado sábado, um supermercado no Porto.

“O detido apontou uma aparente arma de fogo a um casal de comerciantes, com 77 e 80 anos, exigindo-lhes o dinheiro de apuro desse dia e, apoderando-se assim, de setenta euros”, revela a PJ, num comunicado publicado na sua página oficial na Internet. 

Um dos elementos do casal tentou evitar o roubo, tendo sido empurrado pelo presumível assaltante, adiantou ainda. 

Durante a investigação, a PJ apurou que a arma usada no roubo era uma pistola de alarme, que acabou apreendida.

O arguido, que vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para a aplicação das medidas de coação, está acusado pelos crimes de roubo agravado e detenção de arma proibida.

Sem profissão, o detido tem antecedentes criminais por crimes de roubo, tráfico de droga e passagem de moeda falsa.