A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou esta sexta-feira ter apreendido 13,4 toneladas de produto “análogo de queijo” em Viana do Castelo, equivalente a 31 mil euros.

Em comunicado, a ASAE referiu que a apreensão resultou de uma ação de fiscalização a um armazenista de produtos alimentar naquele distrito.

O produto em causa é apresentado e vendido ao consumidor como sendo queijo, mas é produzido a partir de componentes de origem vegetal, que são mais baratos do que os normalmente utilizados para fazer queijo.

“Durante a ação foi detetada a existência de diversas paletes de um produto – aparentemente queijo em barra, que pela composição apresentada, consubstanciava os habitualmente denominados ‘análogos de queijo’, os quais, não possuindo características de queijo, são, todavia, pela denominação e apresentação comercial facilmente confundíveis com esse produto lácteo”, referiu a ASAE.


Aquela autoridade realçou que foi instaurado um processo-crime por fraude de mercadorias.