O Ministério Público instaurou um inquérito na sequência da morte de 13 pessoas na freguesia do Monte, arredores do Funchal, Madeira, devido à queda de uma árvore, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

"O Ministério Público decidiu instaurar inquérito", disse fonte da PGR, em resposta escrita enviada à Lusa.

Recorde-se que treze pessoas morreram e 50 ficaram feridas, na sequência da queda de uma árvore de grande porte durante a romaria de Nossa Senhora do Monte, no Funchal, Madeira.

Entre as vítimas há crianças e cidadãos estrangeiros. Sete dos feridos estão em estado grave.

Inicialmente, o número de vítimas mortais era de 12, mas após a reunião extraordinária do Conselho do Governo que determinou luto regional entre quarta e sexta-feira, o executivo avançou que o número de mortos tinha subido para 13.

O incidente ocorreu cerca das 12:00, num local onde se concentravam muitas pessoas para participar naquele que é considerado o maior arraial da Madeira, momentos antes de sair a procissão, que foi cancelada.

Fontes no local referem que a árvore estava amarrada há dois anos e o tronco estava oco.