O ex-autarca Artur Brás, um dos fundadores do Ateneu de Coimbra, uma das mais populares coletividades da cidade, morreu esta segunda-feira aos 93 anos, disseram amigos à agência Lusa.

Em 1940, em plena II Guerra Mundial, o empregado de farmácia Artur Brás, então com 20 anos, esteve no arranque do Ateneu, integrando um grupo de trabalhadores antifascistas, alguns dos quais, como João Damasceno e Carlos Duarte, entre outros já falecidos, viriam a ser presos no âmbito do denominado «Processo dos 108».

Atualmente liderado pelo médico Fernando Martinho, o Ateneu de Coimbra destacou-se durante décadas na «resistência cultural» ao fascismo, sendo as suas atividades vigiadas constantemente pela PIDE, a polícia política de Salazar.

Após o 25 de Abril, «Artur da Farmácia», como era conhecido na Alta, foi duas vezes presidente da ex-Junta de Freguesia de Almedina, primeiro na Comissão Administrativa e mais tarde, nos anos 80 do século passado, eleito como independente numa lista da Aliança Povo Unido (APU), de maioria comunista.

No dia 01 de dezembro de 1940, Artur Brás estava duplamente feliz: acabava de ser criado o Ateneu e, na véspera, tinha nascido a sua única filha, Maria Hermínia.

Em 2010, numa entrevista à Lusa a propósito do 70º aniversário do Ateneu, recordava esses «tempos muito difíceis», devido às perseguições da PIDE.

«Fizeram-nos várias sacanices. Foi uma perseguição tal que até a luz nos cortaram», contou o ex-autarca.

No período da ditadura, passaram pela coletividade artistas e intelectuais como Agostinho da Silva, Alves Redol, António Arnaut, Carlos Avilez, Deniz Jacinto, Francisco Fanhais, Ilse Losa, João José Cochofel, Joaquim Namorado, José Afonso, Luís Albuquerque, Louzã Henriques, Manuel Freire, Mário Barradas, Mário Sacramento, Mário Silva, Mário Zambujal, Nogueira Gonçalves, Orlando de Carvalho, Óscar Lopes, Paulo Quintela e Luís Sttau Monteiro.

O funeral de Artur Brás realiza-se na terça-feira, em Coimbra, estando a família a diligenciar para que o corpo venha a estar em câmara ardente nas antigas instalações da Junta de Almedina, em hora a divulgar.