A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) anunciou hoje a apreensão no norte do país, durante a última semana, de 11.000 artigos de vestuário e calçado, com um valor estimado de 110.000 euros, e de uma caçadeira.

A ASAE informa que as apreensões ocorreram em Barcelos e Vila Nova de Famalicão, no âmbito do combate à produção e comércio de material falsificado, e no cumprimento de 12 mandados de busca a residências, armazéns e estabelecimentos comerciais.

«Como resultado destas ações, promovidas pela Unidade Nacional de Informações e Investigação Criminal, foram apreendidos cerca de 11 mil artigos (vestuário e calçado), no valor que ascende aos 110.000 euros, uma espingarda caçadeira e 51 cartuchos», refere a autoridade de segurança alimentar, em comunicado.

Denominada de «Dezembro», a operação teve origem em duas investigações, no âmbito de processos-crime relativos à produção e comercialização de têxtil e de calçado contrafeito.

«A produção destes artigos decorria em instalações sem qualquer licenciamento industrial e já alvo de ações anteriores tendo sido instaurado ainda um processo por contraordenação», explica a ASAE, acrescentando «ter interrompido um circuito de venda e distribuição dirigido ao sul do País».

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica sublinha que estas ações inserem-se num esforço global de combate à economia paralela por ocasião da celebração do ano mundial de combate à contrafação promovida pelas Nações Unidas.