O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana vai criar uma bolsa de casas para vítimas de violência doméstica, com arrendamento a baixo custo, no âmbito de um protocolo com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

O Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) assumiu o compromisso de «constituir uma bolsa de fogos de habitação, com cobertura nacional, destinados a vítimas de violência doméstica, em processo de autonomização».

Segundo a informação divulgada, o instituto vai disponibilizar as casas para arrendamento a baixo custo às vítimas de violência doméstica, no momento da sua saída das casas de abrigo.

Questionado pela agência Lusa, o IHRU indicou que o número de fogos disponibilizados nestas condições vai depender do número de pedidos e da respetiva localização.

A CIG vai proceder à intermediação dos processos e disponibilizar as informações necessárias à concretização das metas do protocolo, «sem prejuízo da salvaguarda da reserva ou confidencialidade que a mesma envolva».