A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou esta quarta-feira a detenção de um empresário que tinha na sua residência, em Sever do Vouga, dez armas de fogo, uma das quais pertencente ao exército suíço, e milhares de munições.

Segundo a PJ, o homem, de 42 anos, foi detido em flagrante delito pelos crimes de detenção de armas proibidas e de tráfico e mediação de armas.

Em comunicado, a Judiciária refere que a detenção ocorreu na sequência de uma investigação relacionada com a prática de vários crimes, perpetrados com recurso a armas de fogo, na zona de Sever do Vouga, no distrito de Aveiro.

As autoridades apreenderam na residência do suspeito 10 armas de fogo de vários tipos e calibres, duas das quais alteradas, e com o número de série rasurado, bem como um silenciador.

Uma das espingardas, de acordo com os investigadores, será proveniente da Suíça e pertencerá às forças armadas daquele país, sendo uma arma «extremamente rara».

Foi também apreendido cerca de um milhar de munições para as diversas armas.

Segundo a PJ, o suspeito tinha licença para deter no domicílio apenas duas das armas, mas não podia ter qualquer munição para as mesmas, e as restantes estavam ilegais.