A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) existe há nove anos. Altura para balanços: fiscalizou 377.146 operadores económicos, instaurou 90.470 processos de contraordenação e 16.311 processos-crime e as apreensões renderam mais de 175 milhões de euros.

Ao certo, o valor total atingiu os 175.798.799 euros, segundo os dados divulgados esta segunda-feira, que são citados pela agência Lusa. A ASAE realizou 7.410 detenções e suspendeu a atividade a 9.213 operadores económicos nestes nove anos de atividade. Para além disso, recebeu 171.767 denúncias e 925.550 reclamações no âmbito do livro de reclamações.

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica registou igualmente um decréscimo da taxa de incumprimento por parte dos operadores económicos entre 2006 e 2014.

No âmbito da componente preventiva, que assenta na estratégia de formar, sensibilizar e informar os agentes económicos, a ASAE realizou 700 sessões de formação e informação pública que abrangeram 100.000 participantes.

Criada em 2005, a ASAE é a autoridade administrativa nacional especializada no âmbito da segurança alimentar e da fiscalização económica, sendo responsável pela avaliação e comunicação dos riscos na cadeia alimentar, bem como pela disciplina do exercício das atividades económicas nos setores alimentar e não alimentar, mediante a fiscalização e prevenção do cumprimento da legislação reguladora das mesmas.