A GNR deteve três homens e uma mulher no Algarve durante uma operação de combate ao tráfico de droga que incluiu três mandados de busca domiciliária a residências em Olhão e Castro Marim.

No decurso da operação, desencadeada no domingo passado e que terminou esta segunda-feira, foi apreendida heroína suficiente para 279 doses individuais, duas armas de fogo, diversas munições, um bastão extensível, uma arma branca, dois veículos automóveis e ainda 2.200 euros em moeda do banco Central Europeu, lê-se na nota de imprensa enviada à comunicação social.

A GNR apreendeu também artigos relacionados com o acondicionamento, embalagem e distribuição de produto estupefaciente, na modalidade de venda direta ao consumidor.

Os detidos, três homens de 23, 25 e 31 anos e uma mulher de 19, um dos quais com antecedentes criminais pelo crime de ofensas à integridade física grave, estão hoje a ser presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Faro e de Vila Real de Santo António para aplicação das medidas de coação achadas por convenientes, lê-se na nota enviada à comunicação social.

«Com a conclusão desta investigação, a GNR crê ter dado um rude golpe no tráfico de estupefaciente no concelho de Castro Marim e de Vila Real de Santo António», referiu a força de segurança.