A Polícia Judiciária apreendeu 491 quilos de cocaína e deteve cinco membros de um ramo luso-brasileiro ligado ao narcotráfico internacional, informou a PJ nesta quinta-feira.

Os detidos, com idades entre os 32 e 52 anos, dedicavam-se ao tráfico de cocaína dissimulada na importação de mercadorias legais (maquinaria) com origem no Brasil, com destino à Europa.

Além dos 491 quilos de cocaína, foram também apreendidos durante a investigação, que durou um ano, quatro veículos automóveis, vários milhares de euros e divisas estrangeiras, diversos equipamentos de telecomunicações e de informática, várias armas de fogo, entre as quais uma pistola, duas carabinas e uma caçadeira, centenas de munições, e outros objetos resultantes da sua atividade criminosa.

Segundo a PJ, a organização criminosa em causa, composta por brasileiros e portugueses, denotava hierarquia e desempenho de funções específicas, atuando em Portugal e no Brasil.

Submetidos a primeiro interrogatório judicial, quatro dos arguidos ficaram em prisão preventiva e o outro sujeito a termo de identidade e residência (TIR) e proibição de contatar com os restantes suspeitos.

As detenções foram efetuadas pela Unidade Nacional Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) da PJ e a investigação prossegue no contexto da cooperação internacional.