A GNR anunciou esta quarta-feira a apreensão, nos concelhos de Seia e do Sabugal, de 500 peças de vestuário e de calçado, alegadamente contrafeitas, no valor de 20 mil euros, e a identificação de cinco vendedores ambulantes.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que os artigos foram apreendidos durante duas operações de combate à contrafação, realizadas nos recintos das feiras de Seia (hoje) e do Sabugal (na terça-feira).

«Os artigos apreendidos estavam expostos nas bancas, para venda», disse a fonte, adiantando que as operações envolveram 50 militares dos Destacamentos Territoriais da GNR da Guarda e de Seia e da Unidade de Intervenção do Comando Territorial.

No decorrer da operação foram identificados cinco vendedores ambulantes, quatro homens e uma mulher, com idades entre 20 e 50 anos, que estavam na posse da mercadoria supostamente contrafeita, adiantou.

Na feira de Seia, foram identificados três suspeitos, dois homens e uma mulher, residentes em Seia e Mangualde.

No Sabugal, a GNR identificou dois vendedores ambulantes, um residente naquele concelho e outro na zona da Guarda.

Os artigos apreendidos e o respetivo expediente foram remetidos aos tribunais das comarcas de Sabugal e de Seia.

A mesma fonte da GNR adiantou que, por decisão judicial, o Comando Territorial da Guarda vai proceder, na quinta-feira, pelas 10:00, à entrega de diversos artigos de calçado e de vestuário, que foram apreendidos por contrafação, a seis instituições de solidariedade social dos concelhos de Guarda, Seia, Sabugal, Manteigas e Vila Nova de Foz Côa.