A PSP resgatou, esta terça-feira, 29 cães de um apartamento em Lisboa. De acordo com comunicado emitido pela Polícia de Segurança Pública, foi dado cumprimento a um mandado de busca e apreensão domiciliário, por suspeitas de maus tratos a animais de companhia.

Após investigação, confirmou-se a existência de “uma quantidade muito significativa de animais, eventualmente maltratados”. Já no apartamento, a polícia pode confirmar que os animais viviam em “condições degradantes”.

Verificou-se a presença de 29 canídeos, de várias raças, portes e idades fechados num espaço exíguo, no interior de um pequeno apartamento de onde nem sequer saíam e onde comiam e faziam as respetivas necessidades. Aquelas condições degradantes além de prejudiciais para os animais, punham em causa a saúde dos restantes moradores do prédio dado o acumular de dejetos dos animais”, diz a PSP em comunicado.

Os animais foram apreendidos e encaminhados para o canil de Lisboa.

Na diligência, além da PSP, participaram também elementos do Projeto Defesa Animal, da Casa Animal da Câmara Municipal de Lisboa , representantes da Junta de Freguesia e da Autoridade de Saúde.

Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Publica, a Casa Animal da CML, representantes da junta de freguesia local e Autoridade de Saúde. Lisboa, 08 de novembro de 2017