O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) anunciou hoje ter recusado, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, do Porto, a entrada em Portugal de um estrangeiro, vindo de Angola, acompanhado de duas crianças por «suspeitas de tráfico».

A interceção aconteceu durante o controlo de fronteira de voo, proveniente de Luanda com destino ao Porto, verificando-se que o suspeito, de 39 anos, «não tinha qualquer relação de afinidade» com as crianças de 11 e 14 anos, referiu o SEF.

Além disso, o cidadão estrangeiro, de nacionalidade angolana, também não tinha nenhuma autorização dos pais dos menores para viajar.

O SEF «identificou ainda outro cidadão estrangeiro, residente legal em Portugal, que estava no aeroporto à espera da chegada das crianças e que, alegadamente, seria o responsável pelo transporte das mesmas até França, presumível destino final das mesmas».

O suspeito, indiciado pelo tráfico de crianças, e os dois menores foram repatriados para Luanda, tendo sido dado conhecimento às autoridades angolanas que estão, agora, a acompanhar o caso.